Pesquisa personalizada

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal!



Passados doze meses de um escrito quanto ao que a humanidade fez com o Natal, hoje, como um homem convertido em Cristo, observo que algumas igrejas têm-se questionado se é necessário comemorar o Natal.

Na verdade, algumas igrejas até eliminaram, de uma forma abrupta, o culto de Natal; outras proíbem até falar do Natal ou alguma coisa parecida. A base que eles têm é a defesa de alguns líderes acerca da intromissão do paganismo nesta festa e comemoração.

Dizem, com razão, que árvores de natal, Papai Noel, presépios, troca de presentes, guirlandas e velas, dentre outros, vieram do paganismo. Também afirmam que, como ninguém sabe a data certa do nascimento de Jesus, então não podemos comemorar esta data.

Agindo assim, a Igreja do Senhor demonstra-se imatura, infantil e sem firmeza na Palavra de Deus. A igreja, às vezes, faz como Jesus falou em Mateus 23-24: "côa um mosquito e engole um camelo", e tem abandonado algumas coisas essenciais e se apropriado de outras completamente prejudiciais à sua vida.

Deixar de comemorar o Natal por estar misturado com algumas coisas do paganismo é como se jogasse a água suja, a banheira e a criança fora.

É verdade que todas as festas consideradas universais foram misturadas com o paganismo, tanto por uma ação de Satanás, como pela cobiça humana de vender e consumir. Mas não podemos deixar de comemorar uma das festas mais significativas à humanidade, que é o nascimento de Jesus Cristo.

Se pensarmos desta maneira, não iremos comemorar nenhuma festa cristã que seja universal como, por exemplo, a Páscoa, que vem como símbolo o coelho, ovo, chocolate etc.

Deixar de comemorar a Páscoa é falta de sensibilidade espiritual e maturidade de saber separar as coisas essenciais das sem significados e sem base.

É preciso falar os verdadeiros significados, tanto do Natal, como da Páscoa ou outra festa qualquer, tirando os símbolos que não tem nada a ver com as respectivas festas - incluindo árvore de natal, Papai Noel, coelho, ovo, chocolate etc. Mas abandoná-las por completo é deixar de mostrar ao mundo o seu verdadeiro significado. É deixar o mundo sem respostas. É tornar-se como sal insípido, que não testemunha a verdade de Deus.

Apesar de ninguém saber o dia certo do nascimento de Jesus Cristo, não implica dizer que não podemos comemorar, pois um dia Jesus Cristo teve de nascer e já que ninguém sabe o dia certo, convenciona-se o dia 25 de dezembro.

Por que se comemorar tantas coisas sem significados, como dia das bruxas e não se comemorar o dia do nascimento de Jesus Cristo?

Deixar de comemorar o Natal porque não sabemos a data certa, é uma ação impensada e não inteligente. Paulo chegou a dizer que se fez de "fraco para ganhar os fracos", que teve de fazer votos para ganhar os judeus.

Que Igreja é esta que em vez de criar uma estratégia para falar do verdadeiro significado, corre disto e enfia-se na caverna, reclamando como Elias: “ninguém sabe a data do nascimento de Jesus, Senhor, por isso não comemoramos o Natal” - adaptação minha, rs.

Quando se evita de comemorar o Natal e ainda se afirma que ninguém sabe a data certa, este comportamento abre margem para questionamentos, como: ora, se nem a igreja sabe o certo, será que Jesus Cristo nasceu mesmo?

O Natal corrobora a historicidade do nascimento de Jesus Cristo, abrindo a mente das pessoas para o episódio como a comemoração do descobrimento do Brasil e outras datas importantes.

Tenho a questão da data como algo tão importante, que Deus pediu ao povo no deserto que comemorasse a Páscoa exatamente por isto: para que eles nunca esquecessem e soubessem da sua historicidade - "esse dia será um memorial que vocês e todos os seus descendentes celebrarão como festa ao Senhor. Celebrem-no como decreto perpétuo" (Êxodo 12.14).

Que entendimento se tem diante disto?! Vê-se claramente que Deus sabia da importância de se ter um dia para comemorar. A igreja quando se escusa disso, está deixando de ter como memorial e assim testificar a sua historicidade.

É como se a própria Igreja não soubesse o verdadeiro sentido do Natal. Alguns poucos podem até dizer de uma forma simplista: é o nascimento de Jesus Cristo, mas não sabem o que isto implica.

Acredito que estes estejam entre os que tiraram o Natal de suas igrejas.

Vale lembrar que o Natal fala da cruz também. É uma oportunidade para se falar da grande razão do nascimento de Jesus Cristo: a salvação das vidas. Tirar esta comemoração é deixar de dar o maior testemunho do Evangelho.

Não foi à toa que os Magos do Oriente vieram por divina revelação para adorar a criança. O que Deus queria fazer era que as pessoas questionassem, pois segundo a Palavra, Jerusalém toda ficou alarmada - Mateus 2.3. Se Deus não quisesse que não houvesse testemunho, não teria deixado que os magos viessem de tão longe e alarmado Jerusalém.

Nota-se que Deus fez questão de manifestar aos pastores por meio dos anjos, os quais "contaram a todos que tinham visto" - Lucas 2.15-18.

Se a Igreja deixar de comemorar o Natal, mais uma vez omite o seu testemunho por causa de sua imaturidade.

É tempo da Igreja se unir e mostrar o verdadeiro valor do Natal e seu significado.

Se houver omissão do testemunho do verdadeiro significado do Natal, a Igreja estará ratificando o testemunho pagão. Isto sim é errado, vergonhoso e pecaminoso; pois onde a Igreja deveria testemunhar, ela fica como tartaruga escondida no seu casco, sem questionar nada, apenas dizendo como papagaio, o que os outros disseram ou pensam.

Portanto, quero terminar este post desejando a todos um Feliz Natal.

8 comentários:

  1. Excelente texto. O bom do natal é que o momento própício para avaliações.
    http://notasjudiciosas.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Vejo o Natal como um símbolo do amor de Deus; o nascimento de Jesus é uma imperiosa demonstração de amor!
    Cumpre-se a promessa!
    A comemoração do Natal não é só mais uma festa que comemoramos o nascimento de alguém; é celebrar em honra de Deus!
    Por que a promessa não cumpriu-se somente no final, com a crucificação, ela cumpriu-se exatamente no momento do nascimento de Jesus.

    ResponderExcluir
  3. Como é bom te ler...
    =)
    FEliz Natal atrasado e um Feliz 2010 pra vc Macabeu.
    bjinhos
    amo-te!

    ResponderExcluir
  4. Magnífico seu texto. Um excelente tema e uma maravilhosa dissertação acerca de tal. Depois de um ano de estupendos posts em seu blog, vc fechou o ano com chave de ouro. Parabéns. Feliz Natal e um excelente 2010... Textos como este me forçam a ser assíduo leitor de seu blog. Digno das melhores colunas deste país. Um prodígio.

    Abração

    Vc é do meu coração pretinho... (q final horrível) rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Magnífico seu texto. Um excelente tema e uma maravilhosa dissertação acerca de tal. Depois de um ano de estupendos posts em seu blog, vc fechou o ano com chave de ouro. Parabéns. Feliz Natal e um excelente 2010... Textos como este me forçam a ser assíduo leitor de seu blog. Digno das melhores colunas deste país. Um prodígio.

    Abração

    Vc é do meu coração, pretinho... (q final horrível) rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Muito bom texto. O grande problema é tentar eliminar o que está errado do modo mais fácil, mas que nem sempre é o mais eficaz. Se sabemos que um filho erra, devemos, então, ensiná-lo o caminho certo.

    ResponderExcluir
  7. LULA: UMS CINCO HIPOCRITAS EM 2009

    http://www.imil.org.br/blog/para-o-el-pais-lula-e-um-dos-cinco-hipocritas-de-2009/

    ResponderExcluir
  8. Estou embusca de novidades sobre o PAGERANK e sempre que dou uma passada aqui encontro novidades.
    Meu grande amigo, eu estou divulgando meu blog em varios site para que tenha uma boa pageRank.
    Eu acho que o Google começa indexar sites pelo email de criação.
    VEJA MAIS NESSE POSTAGEM.
    http://conclusiva.blogspot.com/2010/02/o-segredo-da-google-em-dois-passos.html

    ResponderExcluir